SOMOS TODOS NÓS
Notícias
Quinta-feira, 25 de Novembro de 2021, 19h:14

Encontro Nacional

SINDAL reitera voto contra a PEC-32, durante Carta de Campo Grande, na 24ª Conferência da FENALE

O SINDAL/MT participou do 24º Encontro da Federação Nacional dos Servidores dos Poderes Feral, Estaduais e do Distrito Federal (FENALE) em Campo Grande (MS).  “Foi um evento de grande importância para todos os sindicatos e para a sociedade que não quer a aprovação dessa proposta que tramita no Congresso Nacional propondo a extinção de diversos direitos conquistados ao longo do tempo pelos servidores públicos brasileiros”, avaliou o presidente do SINDAL/MT, Jovanildo Antonio da Silva.

Ele avaliou como positiva a Carta de Campo Grande de 2021 aprovada ao final do congresso dos sindicalistas, que asseguram a manutenção dos cargos, carreiras e salários dos servidores e o fortalecimento da administração pública no Brasil. “A reforma em andamento não valoriza o serviço público e jogo pro alto todas as conquistas dos trabalhadores efetivos, apostados, pensionistas e também os comissionados, estes últimos, que também dependem dos serviços públicos para alimentar seus familiares”, avaliou Jovanildo.

O Sindal compõe o Fórum Municipal de Cuiabá que reúne todos os sindicatos mato-grossenses para pontuar e evitar a votação da PEC 32, que prevê a extinção dos direitos trabalhistas dos serviços públicos e privados, dentro da reforma administrativa elaborada pelo governo federal.

Pandemia- Depois de dois anos, devido a pandemia da covid-19, o atual presidente da FENALE, José Eduardo Rangel conseguiu realizar no Mato Grosso do Sul, a sua tradicional conferência nacional de forma presencial, reunindo um grande número de sindicalistas de todo o Brasil, paralelo à Conferência Nacional da União dos Legislativos Estaduais (UNALE). Os dois eventos contaram com a presença de deputados federais e estaduais que apoiam as causas sindicais pela não aprovação da PEC-32 e a garantia dos direitos dos servidores públicos brasileiros.        

 

Comentários









COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.